Um homem é um homem e dois reais são dois reais

A caracterização do meu estado de espirito tem de ser breve, rápida e ilucidativa. Para servir de terapeutica não-regressiva, e afastar raciocinios que nos atrofiam na nossa grandeza de Ser Humano. Complexos e dispares pensamentos sao uma consequencia de medos inseguros e inseguranças medrosas, mas um homem é um homem...e talvez ou sempre tenha de fazer o correcto, o certo, o verdadeiro.
Então voei....e como disse o poeta popular zé cabra “ deixei tudo por ela, deixei a minha vida tão bonita e singela, deixei tudo o que tinha, deixei tudo por ela ” - é obvia a necessidade de acrescentar um plural na referencia a ela mas nao queria adulterar uma obra-prima da musica ligeira portuguesa entao deixei incolume a peça.
Em Lisboa estavam uns breves 13º , acompanhados de chuva ligeiramente forte, fiz viagem de carro da Covilhã ate LX onde choveu tanto ou tão pouco, que houve alturas que nao ultrapassamos os 70 kms/hora, mas os homens lá de casa ( eu, irmão, pai ) conseguiram chegar ao Aeroporto da Portela. A minha espera o grande PR, para um abraço simbolico da amizade de todos os outros, que habilmente evitei me despedir.
No check-in a primeira surpresa do dia. Então não é que eu poderia levar duas malas e cada uma com a possibilidade de transportar 32kgs, ao contrario do que eu imaginava 20kgs na soma das duas malas. Que merda, tive de refazer as minhas malas, optei por deixar lá aquelas calças tão bacanas e leves, não levei o meu fato azul, o ultimo que andei fazer no meu alfaiate, e podia trazer muitas mais coisas...bem, fatalidades. Avião.
A viagem de Avião foi das mais desagradaveis que tive entre as transatlânticas, mas pela primeira vez na minha vida o desafio maior era depois da viagem, e nao o percurso aereo em si. Rio de Janeiro 31º...ora toma lá. Depois de aterrar no Aeroporto Internacional do Galeão, e esperar uns singelas três meias horas pelas minhas malas, consegui finalmente sair e vi as minhas gajas. Lindas e não menos Maravilhosas lá estavam as minhas princesas à minha espera. A mãe estava nervosa e ansiosa, dias antes tinha-me confessado que pensou em dizer-me para eu não ir, que iria ser muita pressão, muita coisa podia dar errado....eu agora só a beijava. CALMA. Vamos andar com a carroça que os destroços, se existirem, nos os apanhamos e reciclamos...somos só Nóis.
O Taxista Roberto que nos iria buscar quebrou seu carro, ( ou avariou seu carro), e coincidencia das coicidencias , o individuo tinha o nosso dinheiro. STOP... entao tivemos de optar pela solução, vamos ás partidas e passamos por um caixa electronico, e tem de ser um HSBC, pois esse dá quase sempre. Fomos então em direcção á Avenida Gomes Freire, bem antes de subir para o nosso bairro o famoso Santa Teresa, e o inusitado aconteceu. Fui no Multibanco ( Caixa Electronico ) do tal banco capitalista mundial, e pensei que iria levantar tipo 400 ou 500 reais, o que seria equivalente a 160 ou 180 euros, eis quando a seguir a mim entra um xovem carioca que me diz – aí , nego essa maquina está operando com notas de 2 reais?. É a bigorna caíu...

0 bitaite(s) sobre “Um homem é um homem e dois reais são dois reais”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!