Palavras para quê



"Se da droga abusas-te,
vais parar ao Patriache!

Ãn, ganda rima..."


Era drogado,

Andava sempre pedrado

Maltratava minha mãe

Pobre velhinha,

enrugada mirradinha

Que só queria o meu bem

Bati no fundo,

Fui até ao fim do mundo

Mas não chegava a ser um cão

Trabalho nada,

Vendi minha namorada

Meu vício era ladrão


Drogado, cuidado!


Num dia feio

Ia eu pelo passeio

Apareceu uma criança

Olhou para mim ,

E depois disse-me assim:

"Não percas a tua esperança

Eu sei quem tu és"

Vê as chagas dos meus pés

Vê a ferida do meu peito
Morri na cruz
O meu nome é Jesus

O meu pai filho perfeito


Drogado, cuidado!


La, la, la, la la


Deu-me um beijinho,

e seguiu o seu caminho

E eu fiquei a soluçar

Disse para mim,

"Isto tem que ter um fim,

Minha vida vai mudar"

Sofri horrores,

Tive frios e tive dores

Mas venci o inimigo

Porque sabia,

que o filho de Maria

Estaria sempre comigo


Drogado, cuidado!

u, u, u, u


Tem cuidado ó drogado...



Se onde bebes café não há o Correio da Manhã, clica aqui

0 bitaite(s) sobre “Palavras para quê”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!