Vai para a fila, pá

Etiquetas:

Destrói o Sócrates antes que ele destrua o país

Constituição da República Portuguesa- Artigo 57º


Governo admite agir legalmente contra pilotos da TAP

"O Governo está a fazer uma avaliação da greve dos pilotos portugueses e admite a possibilidade de agir legalmente, indicou hoje o secretário de Estado das Obras Públicas e Comunicações, Paulo Campos.
"Todos os mecanismos disponíveis podem ser accionados a qualquer momento", afirmou Paulo Campos, em conferência de imprensa conjunta com o secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, acrescentando que o Governo "vai fazer uma avaliação da greve e não enjeita nenhuma possibilidade que a lei permita"."

Artigo daqui e imagem daqui

Etiquetas:

A explicação lógica!!!


Finalmente, já percebi a razão do aumento da idade da reforma...
Já podiam era ter dito há mais tempo, que existiam tantos países interessados em contratar sexagenários Portugueses.
Ainda nos queixamos nós que em Portugal ninguém dá emprego a pessoas com mais de 45 anos...
O segredo é ir para esses países que contratam os Portugueses com 60 anos...


"Além disso, o aumento da idade da reforma permitiu evitar que "inúmeros pilotos" fosse trabalhar para países com limite de idade de reforma superior ao que vigorava até agora em Portugal, nomeadamente em Espanha."

Paulo Campos, secretário de Estado das Obras Públicas e Comunicações

Artigo daqui

Etiquetas:

O povo saiu à rua... na Bulgária

Photo

Greve de professores, em Sofia, Bulgária

Aproximadamente 20 000 manifestaram-se, no dia 18 de Outubro, em frente ao parlamento por aumentos de 100%

Etiquetas:

O povo saiu à rua... em França

Etiquetas:

Há sempre alguém que resiste!

20 de Outubro | Voz do Operário | Lisboa

21:30h | Espectáculo Músical

25 Anos - 25 Canções | Lembrar Adriano

Amélia Muge | Brigada Vítor Jara | Carlos Alberto Moniz | Fausto | Fernando Tordo | Francisco Fanhais | Janita Salomé | João Fernando | Luís Represas | Luísa Basto | Manuel Freire | Nuno do Ó | Paulo Saraiva | Paulo Vaz de Carvalho | Pedro Abrunhosa | Samuel


24h | Serenata

Grupo de Guitarra e Cantares de Coimbra

Centro Cultural Regional de Santarém

O povo saiu à rua... mais uma vez

Manifestação em Lisboa foi a maior em 20 anos

Cerca de 200 mil pessoas juntaram-se, quinta-feira, em protesto contra as políticas do Governo.


"Foi a maior manifestação dos últimos 20 anos em Lisboa. Cerca de 200 mil pessoas juntaram-se, esta quinta-feira à tarde, no Parque das Nações em protesto contra as políticas do Governo liderado por José Sócrates. Do público ao privado, foram poucos os sectores que não estiveram na manifestação.
O secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva, confirmou à agência Lusa a participação de 200 mil pessoas na manifestação. «O Governo vai continuar a dizer que não houve os protestos dos trabalhadores, mas é uma questão de resistirmos», afirmou o sindicalista no início do desfile, nos Olivais."









Artigo daqui

Etiquetas:

Foi duro. Mas valeu a pena


Dois milhões de portugueses vivem com menos de 360 euros por mês.


Dezanove em cem portugueses tem um redimento anual inferior a 4.321 euros, mas este ascende a 41 por cento se apenas considerarmos a verba resultante dos rendimentos do trabalho, excluindo as transferências sociais. Este valor coloca Portugal no grupo de dez países com uma taxa superior à média europeia, que é de 16 por cento. Um grupo liderado pela Espanha, Grécia e Irlanda, ocupando Portugal a quarta posição.

A importância das transferências sociais ganha novos contornos quando verificamos que contribuem para diminuir a taxa de pobreza em 15 pontos percentuais, nos casos de pensões de reforma ou sobrevivência, e em sete pontos percentuais, quando estão em causa pensões de velhice, doença, desemprego ou inserção social.

Os idosos a viverem sós e as famílias com dois adultos e três ou mais crianças dependentes (até 16 anos) constituem os grupos em que o risco de pobreza é mais representativo.

Por outro lado, o grupo etário entre os 25 e os 49 anos apresenta a menor proporção de pessoas a viver abaixo da linha de pobreza. São ainda os agregados familiares compostos por dois adultos, sem crianças, ou com apenas um dependente que acusam os valores mais baixos de risco de pobreza.

Outra das conclusões do estudo é o fosso acentuado entre pobres e ricos na sociedade portuguesa em 2004. “O rendimento dos 20 por cento da população com maior rendimento era 6,9 vezes o rendimento dos 20 por cento da população com menor rendimento”, lê-se no relatório disponibilizado na página online do Instituto Nacional de Estatística. Esta desigualdade de rendimentos coloca Portugal na liderança da tabela da União Europeia com 25 membros.


Etiquetas:

Grande Manifestação - 18 Outubro

Tudo pela Nação, nada contra a Nação



Polícia leva material da sede de um sindicato de professores


Acção no SPRC acontece na véspera do cordão humano marcado para a visita de Sócrates à Covilhã.

"Dois polícias "à civil" entraram ontem na sede do Sindicato dos Professores da Região Centro (SPRC) na Covilhã e levaram dois documentos de informação referentes à acção de protesto marcada para hoje nesta cidade, onde estará o primeiro-ministro, no âmbito de uma visita à Escola Secundária Frei Heitor Pinto.

De acordo com o relato feito por responsáveis do sindicato, os dois agentes entraram na sede do SPRC numa altura em não se encontrava nenhum dirigente e informaram o único funcionário presente que se tratava de uma acção de "rotina"."

Artigo daqui e imagem daqui

Etiquetas:

Agora, como antes...


UM DISCURSO ANTI-COMUNISTA NA ASSEMBLEIA NACIONAL EM 1959- André Navarro- responsável do Estado Novo. Navarro foi deputado, governante e dirigente da Legião Portuguesa.

“Têm-se imiscuído esses perniciosos agentes das forças internacionais comunistas e maçónicas no seio do honrado e devotado funcionalismo técnico e administrativo do Estado e das organizações corporativas e também ainda em algumas empresas privadas, especialmente - e parecerá esta verificação um contra-senso - naquelas que melhor vêm remunerando o seu pessoal, lançando e espalhando, sistematicamente, aleivosias e boatos, de mistura com anedotas de finalidade preconcebidamente demolidora; levam a cabo vasta acção psicológica, criando um clima de incertezas susceptível de provocar as fugas do capital, desviando este de investimentos de maior risco, anos de maior improdutividade, para outros mais seguros mas de menor interesse social; procuram também nos locais, de trabalho - escolas, oficinas e campos - provocar perturbações, dissídios e desordens e ainda movimentos precipitados de natureza reivindicativa; (...)
Levam mesmo a cabo, quando o ambiente é propício, acções subversivas de vária índole, como aquelas a que assistimos no decorrer do período eleitoral de Maio-Junho de 1958, seguidas pela vaga de greves de natureza política que surgiram em diferentes regiões do País (...)
Tudo processos, em suma, para criar climas de agitação e situações emocionais das massas favoráveis aos seus desígnios estratégicos e tácticos.
Eis, em suma, a ofensiva a que estamos assistindo, ofensiva de uma guerra fria movida pelo império moscovita nos mais variados campos, concebida por diabólicos e hábeis estratagemas.”

UM DISCURSO ANTI-COMUNISTA NA COMUNICAÇÃO SOCIAL EM 2007- José Sócrates- Primeiro Ministro Português.

"À espera do primeiro-ministro estava também o dirigente da Fenprof Mário Nogueira, que queria entregar uma carta ao governante. Mas José Sócrates acusa: "O Partido Comunista agora aprendeu isto, onde quer que eu vá tem uma manifestação à minha espera. E confundem o direito à manifestação com o direito ao insulto", afirmou, adiantando que o PCP não aprendeu nada nos últimos anos."

Artigos daqui e daqui

Etiquetas:

É sempre a subir!!!

Por que sobe o desemprego e em que profissões

As mudanças no Estado começam a produzir efeitos. A Administração Pública liderou na destruição de emprego no segundo trimestre.

"Fruto de um novo paradigma de concorrência global, que ditou o esvaziamento dos sectores tradicionais (têxtil e calçado, por exemplo), mas também da carência de trabalhadores com médias e altas qualificações e iniciativas empresariais inovadoras, o país conseguiu, o feito inédito de ultrapassar Espanha... no nível de desemprego. (...)
Apesar do baixo crescimento do produto, e do emprego estar, em média, estagnado desde 2002, há áreas que estão a criar postos de trabalho. O que podia ser positivo. Mas que não é. Segundo o INE, as áreas que mais empregos criaram no segundo trimestre – período marcado por uma destruição de emprego de 0,5% a nível nacional – foram as actividades com empregados domésticos e as actividades de produção para uso próprio. (...)
Rui Constantino, economista-chefe do Santander Portugal, faz um diagnóstico semelhante. “Muitas empresas fecharam nos últimos anos por causa da concorrência pois o modelo em que Portugal assentava deixou de ser competitivo, por isso a recuperação do emprego não será feita à custa dessas actividades” (...)
Uma pequena parte que, por isso, não chega para fazer recuar o desemprego dos níveis elevados em que se encontra: 8,3% da população activa, segundo o Eurostat que usa uma metodologia diferente da do INE. No entanto, a tendência é sempre igual: desemprego a subir."

Artigo daqui

Etiquetas:


Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!