A boçalidade não tem limites v2.0


Escuta minha mãe…


«NÃO MATARÁS» (Ex. 20-13)


Posso não ser «menino», mas sou VIDA!

Sou VIDA que começa, por meu mal!
Tem piedade, tem minha mãe querida,
não sejas assassina pré-natal!

Matar, a Deus pertence, minha mãe,
e eu não quero morrer!... Que mal te fiz!...
Antes de ser gerado!... Antes, também,
Não fosses tu gerada, ó infeliz!...

Escrito e claro está: «NÃO MATARÁS»,
e Moisés legislou acerca do aborto (*)
(se abrires a tua bíblia lá verás);

esta «coisa», portanto, tal qual é,
PELO TEU QUERER SERÁ TEU FILHO MORTO!!!
Minha Mãe, minha mãe… tu, não tens fé!...

(*) Êxodo, 21-22, 25

PS.Este folheto «informativo» foi distribuído na Covilhã, deixado no pára-brisas dos automóveis.

0 bitaite(s) sobre “A boçalidade não tem limites v2.0”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!