Está aqui uma crise v1

Gestores da zona ribeirinha
Um milhão para salários

Os três administradores da sociedade gestora do plano para a frente ribeirinha de Lisboa vão receber um milhão de euros por dois anos, segundo o documento estratégico apresentado ontem pela Parquexpo. José Miguel Júdice optou por não ser remunerado por este ser um "acto de cidadania", justificou recentemente.

A empresa, para além do presidente, José Miguel Júdice, conta com três administradores executivos e quatro não executivos. A manter-se este cenário, cada administrador executivo receberá aproximadamente doze mil euros por mês.

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, já recusou a possibilidade de fazer parte da sociedade gestora, por não ter condições de mobilizar os quatro milhões necessários para entrar no capital. O plano estratégico prevê um investimento global que ronda os 165 milhões de euros. O projecto foi ontem apresentado mas ainda não foi a votação, ao contrário do que era esperado. Está marcada uma reunião extraordinária para dia 16, quarta-feira, para discutir e votar o projecto.

Segundo este plano, quatro contratos serão por ajuste directo.

por Janete Frazão com P.H.G.

In Correio da Manhã

Etiquetas:

0 bitaite(s) sobre “Está aqui uma crise v1”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!