Bámos lá cambada, todos à mólhada...


FPF paga 300 mil, mas houve quem discutisse... 200 euros
MAIOR PRÉMIO DE SEMPRE NÃO EVITOU A CONTESTAÇÃO



A Federação Portuguesa de Futebol já definiu os prémios que irá pagar aos 23 jogadores que integrarem a Selecção Nacional na fase final do Euro’2008. A vitória na prova valerá 300 mil euros (60 mil contos na moeda antiga) a cada atleta, o maior prémio de sempre, mas ainda assim houve quem se mostrasse descontente com a proposta e discutisse… 200 euros de diária.

Este problema, levantado, ao que Record apurou, apenas por dois jogadores, causou algum mal-estar no grupo, pois a maioria dos atletas não se reviu nas críticas.

As verbas estão todas definidas e acordadas, depois de uma comissão de jogadores ter chegado a acordo com a FPF há algum tempo, mas o problema verificou-se na véspera da partida para Dusseldorf, quando os números finais foram comunicados a todos os atletas. Foi nessa altura que houve quem contestasse alguns detalhes relacionados com os impostos e, especialmente, o facto de a verba destinada às diárias fosse a dividir em partes iguais entre técnicos, jogadores e demais acompanhantes. Esta divisão já fora feita no Euro’2004 e no Mundial’2006, numa altura em que Luís Figo era o líder do grupo, mas só agora alguém a contestou. Os 200 euros por dia são o que os jogadores perdem na divisão da verba das diárias por todos os elementos da comitiva oficial.

Artigo daqui e imagem daqui

Etiquetas:

0 bitaite(s) sobre “Bámos lá cambada, todos à mólhada...”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!