Ó Maria João, arranja aí uma casinha dessas!!!

Jovens terão menos apoios para arrendar casa

"As candidaturas para o novo regime de apoios começam hoje, mas há mais restrições e menos subsídios.

O novo programa de apoio ao arrendamento jovem, o Porta 65, vai ter menos beneficiários e subsídios mais reduzidos do que o anterior programa de Incentivo ao Arrendamento Jovem (IAJ).

Em 2008, o Governo prevê gastar apenas 48 milhões de euros com os apoios às rendas jovens e ajudar entre 18 a 19 mil pessoas numa primeira fase. No entanto, e de acordo com os últimos dados publicados pelo Tribunal de Contas, no ano passado a ajuda do Estado chegou a 26 mil jovens e custou 65 milhões de euros.

“No IAJ havia muitas inadequações”, justifica a vice-presidente do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU). Maria João Freitas assume, por isso, que o Estado vai gastar menos dinheiro e que o número de beneficiários deverá diminuir em 2008. “Há uma racionalização dos recursos alocados”, conclui a responsável.

Por outro lado, as rendas máximas admitidas para cada zona do país dificultam ainda mais o acesso a um subsídio estatal. Um jovem que procure casa em Lisboa, por exemplo, só pode candidatar-se a apoio estatal se a renda mensal da casa não ultrapassar os 340 euros, no caso de um T1, ou os 550 euros, caso seja um T2 ou T3. No Porto, a renda de um apartamento T1 não pode ultrapassar os 220 euros e o arrendamento de um T2 ou T3 não pode custar mais de 360 euros por mês. O que nem sempre é fácil de encontrar.

José Almeida, director-geral da imobiliária Lammi, é peremptório: casas com esses preços no centro de Lisboa ou do Porto “não existem”. Já a vice-presidente do IHRU garante que fizeram testes e uma “boa prospecção de mercado”. “Apesar de não ser imediato é possível encontrar casas com esses preços”, conclui.

Depois, a atribuição de subsídios depende da taxa de esforço dos jovens, ou seja, do rácio entre as prestações do crédito e o rendimento disponível, e da posição relativa face às outras candidaturas. Ou seja, a partir de agora não chega cumprir os requisitos mínimos para ter direito ao subsídio, é preciso ficar no grupo dos que mais precisam, o que limita ainda mais o número de beneficiários do Porta 65."

Artigo daqui e imagem daqui

Etiquetas:

0 bitaite(s) sobre “Ó Maria João, arranja aí uma casinha dessas!!!”

Enviar um comentário

Procura aí

Esbloga-mos fm

Estão a esblogar

Já esblogaram



XML

Get Firefox!
 Use OpenOffice.org
Get Amsn!